Recomendações

(1.672)
J
Jussadir Costa Pinto
Comentário · há 3 anos
Fernando Lima
Fernando Lima
Comentário · há 3 anos
Muito sensato, Professor! Amigos, precisamos também nos lembrar que estamos falando da atuação de profissionais da psicologia e não da psiquiatria. Existe grande diferença entre as duas -- a psiquiatria, esta sim, está mais focada em cura de patologias, normalmente com a utilização de medicamentos, enquanto a psicologia, permite também a busca do auto-conhecimento e auto-desenvolvimento pessoal, profissional, etc. Isso por si só geraria um debate profundo sobre o que devemos considerar doença, pois com a infinita diversidade existente na natureza humana, quem pode realmente dar a definição final do que é ser normal ou sadio? Por isso, bons psicólogos esclarecem a seus "clientes" esta diferença logo no início de qualquer "tratamento", e que eles mesmos são agentes de sua transformação e busca do seu bem-estar e felicidade -- o psicólogo está lá para ajudá-lo nesta conquista. Por este motivo, existem hoje, diversos profissionais, professores e instituições de ensino da psicologia, recomendando a utilização do tratamento de "clientes" ao invés de "pacientes". Por isso, sempre achei muito estranho este posicionamento do CFP, pois desta forma, o próprio conselho está fortalecendo o velho preconceito de que "quem busca um psicólogo é porque está doente". Pelo exposto e pelo que foi apresentado por pessoas sensatas como Nina Cioffi e Antonio Marcelino neste debate, entendo a resolução 1/99 como uma decisão da CFP que, impelida pelo afã de eliminar o preconceito humano contra a homossexualidade, acabou resultando em uma ação autoritária que além de fortalecer o preconceito contra a própria psicologia, impede a busca de pessoas interessadas no auto-conhecimento. Para mim, este tipo de imposição é retrógrada, pois afasta o exercício da consciência.
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros perfis como Tiago

Carregando

Tiago Ramos

Entrar em contato